Featured post

O Porche

Dedico este conto a alguém muito especial, que um dia prometeu: «...tentarei que nunca te pareça que te tiro o rebuçado.»        ...

Sunday, 30 May 2010

Saudades do que uma vez julguei ter mas que, na realidade, nunca tive...

Faltando as borboletas
não há paixão
Faltando a paixão
não há amor
Faltando o amor,
Como pode este vazio –
cheio com a presença da tua ausência –
sufocar-me com teu cheiro
picante de malagueta e
doçura inebriante de champagne com sorvete
de limão?

No comments:

Post a Comment